INTERESSE EM PATO CAUSOU BRIGA COM PRESIDENTE DA LAZIO E MOTIVOU DEMISSÃO DE BIELSA

A demissão do técnico Marcelo Bielsa da Lazio, da Itália, não apenas deve influenciar negativamente na possível transferência envolvendo Alexandre Pato como teria sido motivada indiretamente pelo próprio atacante do Corinthians. Ao menos é o que sinaliza Dani Monti, comentarista italiano.
Em entrevista concedida ao canal de televisão paga Sportv, Monti afirmou que o grande conflito entre Bielsa e Claudio Lotito, mandatário da Lazio, ocorreu devido a divergências nos pedidos de contratação feitos pelo treinador. A lista envolvia, além de Pato, os brasileiros Rodrigo Caio, do São Paulo, e Adriano, do Barcelona.
"Bielsa fez alguns pedidos de mercado. Pediu quatro jogadores. Pediu Rodrigo Caio, Pato, Valencia e Adriano, lateral do Barcelona. Parece que o Lotito não estava concordando muito com essas contratações. Ai vem uma briga entre eles, e o Bielsa aproveitou, também o acerto com o treinador olímpico (da Argentina), para deixar a porta aberta para a seleção argentina. Mas o que realmente deu problema foi a briga entre o Lotito e o Bielsa", contou.
Fato é que a recente demissão de Tata Martino da seleção argentina gerou grandes especulações em torno do nome de Bielsa para assumir a Argentina. A proximidade do treinador com a seleção de seu país também teria irritado o presidente da Lazio.