E AGORA CORINTHIANS? CASO DE POLICIA!

A Moraes & Gomes Serviços, sociedade empresarial limitada com sede em São Paulo, no bairro Vila Gustavo, ingressou com ação contra o Corinthians buscando acesso às renovações contratuais e à última transação pela transferência do zagueiro Felipe.

O jogador foi vendido ao Porto há alguns meses por cerca de R$ 30 milhões, e a empresa acredita ter direito a uma fatia da quantia, por possuir contratos antigos com o atleta. 

Para isso, pede direito de acesso físico a todos os documentos firmados entre Corinthians e Felipe, em ação que corre na 3ª Vara Cível do Foro Regional VIII, no Tatuapé. Com direito até a, se necessário, uso de força policial.

No processo, ao qual o ESPN.com.br teve acesso, a empresa pede à Justiça "o contrato acerca da venda concretizada e ocorrida por transferência internacional de Felipe ao Porto, sob pena à expedição de mandado judicial de busca e apreensão física da negociação de transferência, requisitando, se necessário, força policial".

A Moraes & Gomes apresentou à Justiça alguns termos e contratos relativos ao zagueiro que a fazem acreditar que poderia ficar com uma parcela da venda do jogador ao Porto.

Mas o Corinthians, por sua vez, pensa diferente.

"O Corinthians foi notificado sobre o caso e respondeu à empresa que ela não tem direito porque ela já não tinha mais vínculo com o jogador. Ela pode nos notificar judicialmente, mas não tem direito e essa é nossa resposta", rebateu o advogado Diógenes Mello, que representa o clube.

Em decisão inicial publicada nos últimos dias, a Justiça indeferiu os pedidos de liminar de exibição de documentos a serem concedidos às empresas, pois a documentação apresentada é de 2013 e não há nenhuma certeza de que a papelada ainda é plenamente válida.

Além disso, a firma autora da ação não consta como contratante em nenhum outro contrato envolvendo o atleta Felipe, o que motivou a juíza Amanda Eiko Sato a indeferir os pedidos da Moraes & Gomes, em um primeiro momento.

Por outro lado, ainda cabe defesa desta primeira decisão à empresa.

O zagueiro de 27 anos passou quatro anos no Corinthians. Fez parte do elenco campeão mundial em 2012, foi reserva nos títulos do Paulistão e Recopa 2013 e conquistou a titularidade no Brasileirão do ano passado, vencido pelo clube alvinegro.

Felipe fechou com o Porto um contrato para cinco temporadas e uma cláusula rescisória no valor de 50 milhões de euros (R$ 195 milhões).
20790 visitas - Fonte: ESPN